---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

A chegada dos imigrantes

Publicado em 16/09/2014 às 13:34 - Atualizado em 01/02/2017 às 15:39

Antes da chegada dos alemães ao Alto Biguaçu, portugueses e negros já habitavam a região. Foi no ano de 1830 que alguns alemães, comandados por João Henrique Schöeting, desbravaram a planície do Rio do Louro e deram início a efetiva colonização das terras que viriam compor o município de Antônio Carlos. A história conta que dez famílias iniciaram a colonização, primeiro em Louro e mais tarde em Rachadel e Santa Maria.

Os imigrantes eram originários do estado alemão da Renânia - Palatinado, especialmente do altiplano Hunsrück. Haviam sido instalados na primeira colônia germânica de Santa Catarina, São Pedro de Alcântara, local de solo árduo e impróprio para a agricultura. Por isso, foram em buscas de novos recantos e encontraram as planícies próximas ao rio Biguaçu.

O maior legado deixado pelo imigrante alemão foi a força destemida para o trabalho nas terras de Antônio Carlos. Seus descendentes construíram ao longo do Século XX um patrimônio cultural bastante expressivo. Mantiveram os principais costumes e ergueram o município com ordem e determinação.

O município de Antônio Carlos foi criado em 6 de novembro de 1963, desmembrado de Biguaçu. Seu nome foi uma homenagem ao estadista brasileiro Antônio Carlos Ribeiro de Andrade, político mineiro com grande atuação na Revolução de 1930.  

Apesar do contato antigo com Florianópolis, Antônio Carlos ainda mantém características marcantes da colonização como fé e cultura familiar, culinária, dialeto ainda hoje falado e a arquitetura preservada que dá charme à cidade.

Você poderá ouvir um rádio documentário sobre a história da primeira colônia alemã de Santa Catarina, São Pedro de Alcântara, produzido pelo jornalista Rony Ramos. O documentário apresenta toda a conjuntura da época e a formação de Antônio Carlos. Baixe o arquivo de som e saiba mais sobre nossa história.


Áudio